CEO, CFO e DIRETORES dão o bom exemplo à empresa: “pratique esporte”

Adriana Aguilar

Omint_Cição+AndreCoutinho5Quem participa de provas de corridas ou de bikes já notou a presença da Omint – empresa de seguros e de planos de saúde no segmento premium – como patrocinadora de diferentes modalidades. No primeiro semestre de 2018, a Omint patrocinou a corrida Corporate Run, a prova de ciclismo Letape Brasil e para o triatletas, o Triday Series e o Ironman.

A equipe de alta gestão da Omint tem passado a sua mensagem com sucesso aos funcionários, pelo menos, nos últimos quatro anos com mais força. O CEO Andre Coutinho é corredor, o CFO Eduardo Octaviano é ciclista, o diretor de saúde Eduardo Monteiro é triatleta, o diretor comercial Cícero Barreto é ultramaratonista. A atividade física faz parte da cadeia de valor da Omint. A máxima de que “o exemplo vem de cima” está sendo cumprido à risca e, na prática, o hábito do microambiente deles na corporação, aos poucos, vai sendo levado a todos na empresa.

Com cerca de 500 funcionários, a Omint já estima que mais da metade deles pratique alguma atividade física. Na última prova que patrocinou (Corporate Run), a Omint levou 18 equipes da empresa. Colaboradores, familiares, parceiros e clientes somaram 300 pessoas na corrida de rua Corporate Run, realizada em São Paulo.

Além do exemplo de cima e dos patrocínios às provas de diferentes modalidades, há aquele empurrãozinho interno (Programa de Milhagem) que está surtindo efeito para quem não é apegado ao esporte. Dá para ganhar pontos no programa com a prática de atividades físicas. Para a pontuação, são avaliadas competências como comprometimento, trabalho em equipe, cooperação e resiliência. “O nosso objetivo é que a prática esporádica, por meio do programa, tenha continuidade e vire rotina. Não queremos que a pessoa desista quando a agenda dela complica”, explica o diretor comercial da Omint, Cícero Barreto.

Conhecido no meio esportivo como Cição, o diretor comercial é o grande engajador – cabe aqui “embaixador” – do esporte na Omint, na qual atua há 23 anos. Começou com as corridas de 5kms há 13 anos e, daí em diante, passou a ser o exemplo de resiliência e perserverança quando o assunto é atividade física. Evoluiu para 10 kms, 21 kms, 42 kms até se tornar atleta amador, campeão ultramaratonista, referência no Brasil. Hoje, ultrapassa os 100 kms.

A jornada de Barreto, de 44 anos, começa às 5 horas da manhã para dar conta dos treinos e, depois, partir para a vida de diretor comercial. Cição, do blog “Pau no Cat” é um dos melhores atletas amadores do Brasil no trail run (corrida de montanha), também autor do livro “Correndo na Trilha dos Sonhos”. Na lista imensa de desafios vencidos pelo Cição, há, por exemplo, os 119 kms do Ultra-Trail du Mont-Blanc e os 100 kms do Cruce de Los Andes, junto ao CEO da Omint, Andre Coutinho.

Na Omint, outro estímulo para a prática de atividades físicas é a academia de ginástica dentro da empresa, com educador físico, aulas de ginástica funcional, step, yoga, alongamento, corrida. Ainda na programação mensal, há aulas ao ar livre, no Parque do Povo, próximo da empresa.

Barreto explica que, a atividade física – como importante ferramenta da empresa –, gera equilíbrio da saúde aos funcionários, queda de absenteísmo. Mais do que isso, faz com que o clima da empresa se mantenha positivo e as discussões sejam mais assertivas. Há um engajamento maior para o companheiro da aula ou da corrida solucionar o problema em conjunto.

Os grupos são formados aleatoriamente para as provas. Mas, nas corridas ou nos pedais, há aqueles que se destacam pelos anos acumulados de treinos. O grupo da Omint foi o vencedor da prova corporativa Bloomberg Square Mile Relay 2017, com uma grande vantagem de tempo. A equipe Omint de revezamento fechou 10 milhas em 55 minutos e 41 segundos (55:41). No ano passado, o recorde global das 10 milhas foi de uma empresa na Austrália com 53:38.  Na prova de SP, em 2018, a equipe vencedora Bloomberg Square completou as 10 milhas em 1 hora e três minutos, ainda bem atrás do resultado anterior da Omint que, neste ano, não participou da prova corporativa.

“Independentemente de quem ganha a prova, o que vale é a confraternização e o esporte envolvido. Dias antes das provas, os funcionários treinam, incentivam uns aos outros, fomentam discussões positivas para ajudar o colega. As pessoas chegam cheias de energia ao trabalho. Há um clima do bem, cheio de motivação. O esporte agrega demais”, diz Cição.

Há métricas internas que já mostram os resultados do incentivo da Omint à prática de atividades físicas pelos funcionários. A pesquisa de engajamento teve uma melhora de 8 pontos percentuais no último ciclo. Passou de de 68% para 76%, com o foco da saúde no cotidiano da Omint.

Também foi registrada uma pequena queda do absenteísmo dos colaboradores. De 2017 para 2018 a empresa observou uma queda de 1% no absenteísmo, de 11% para 10% ao ano. A Omint mantém o foco em 3 pontos para aumentar a presença do funcionário na empresa: ambiente de trabalho, ações de prevenção e atividades físicas.

 

Texto no  linkedIN

Adriana Aguilar

Adriana Aguilar - jornalista e integrante da equipe do blog VIDA QUE CORRE

Mais Lidos


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/sonhoseg/vidaquecorre.com.br/wp-content/themes/v1/single.php on line 123
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *