Dor no glúteo após a corrida pode ser sinal de problema muscular

Thais Zorzin

Muitos corredoras já sentiram aquela  “dorzinha” incômoda  na  região  do  glúteo  depois da corrida. Fique atento! Pode ser sinal de um problema no músculo chamado piriforme. Ele atua   na  estabilidade do   quadril  durante  o caminhar e, principalmente, durante a corrida.

Entre o músculo piriforme passa o nervo ciático, responsável  pela  inervação   do   membro   inferior.   Um problema no músculo piriforme,  seja  por  um  processo inflamatório  ou  por uma  contratura  muscular,  pode  gerar  a  dor  no  nervo ciático,  a  conhecida ciatalgia. Essa dor, muitas vezes, é sentida em forma de formigamento ou em choque  na  perna  quando  o  pé  toca  o  solo,  podendo  ocorrer  também somente na região da coxa, ou na lateral da perna e do pé.

Com  certeza,  muitos  já sentiram essa dor.  E  estes  que  já  sentiram,  provavelmente,  apresentam  um  padrão típico  da  postura  do  corpo  no momento  da  corrida,  o  “correr  sentado”,  a  retroversão da pelve.  Essa postura caracteriza a posição do quadril no ato da corrida,  como  se  a  pessoa  estivesse  correndo  sentada,  com  o  quadril  na posição  sentada.  Isso  acontece  por  causa  da  pouca  contração  do  músculo glúteo  máximo,    gerando    a    sobrecarga    no    músculo    piriforme   e consequentemente a dor ciática.

Para tentar evitar este problema, a dica é: faça sempre o alongamento do músculo piriforme e também o fortalecimento do glúteo, optando pelo exercício de agachamento, em vez  do  de  quatro  apoios.  Estudos  recentes  mostram que o agachamento é mais eficaz.  Ainda é importante prestar atenção na  postura  no  momento  da corrida,  mantendo sempre o corpo  reto,  como  se  algo  o  estivesse  puxando  para cima. Ao mesmo tempo, mantenha o abdômen contraído.  Lembre-se  de  que  ao  menor   sinal   de   dor,   busque   sempre  ajuda profissional.

Thais Zorzin

Thais Zorzin - fisioterapeuta da Clínica FisioZin. Colaboradora do blog VIDA QUE CORRE

Mais Lidos

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>