Dor na hora de subir e descer escada pode ser desgaste na cartilagem do joelho

Thais Zorzin

Aquela dorzinha persistente no joelho, após subir e descer escada ou depois da corrida, pode ser sinal da condromalácia patelar, problema decorrente do desgaste da cartilagem.  É uma lesão bastante comum no joelho dos corredores. A dor é sentida na região anterior do joelho e via piorando com os movimentos se não tratada corretamente.

O joelho é a articulação que mais sofre com os altos impactos da corrida. Quando o corpo toca o solo, durante a corrida, o impacto gerado chega a ser de três vezes o peso corporal. Esse impacto é absorvido pelos movimentos realizados pelas articulações que dependem da contração muscular. Existindo um músculo fraco e que não realiza uma contração muscular forte o suficiente para absorver esse impacto, as articulações é que vão receber o impacto, sobrecarregando dessa forma o joelho.

Com o passar do tempo, essa constante sobrecarga no joelho gera um processo de desgaste da cartilagem do mesmo, ocasionando a condromalácia.

Uma dica é, além do fortalecimento muscular das pernas e quadril, ficar atento com o posicionamento do pé no momento do apoio no chão. Quanto mais longe do corpo o pé apoiar no chão (passadas muito longas),  maior será a sobrecarga no joelho. O ideal é o pé ficar bem para trás e quando ele vir para a frente e apoiar no chão, ficar próximo ao corpo e não muito para a frente.

A fisioterapia vai trabalhar, neste caso, para diminuir o processo inflamatório, a dor e fazer a correção de desequilíbrios musculares de pernas e quadril. Durante o tratamento, os treinos devem ser suspensos.

Dor é sempre um sinal de que algo não está indo bem, portanto, ao primeiro sinal, procure orientação de um profissional.

Dor na perna pode ser inflação no osso

Saiba como aliviar as dores pós-treino

Como se livrar da dor na sola dos pés

“Joelho do Corredor” é uma lesão muito comum

Thais Zorzin

Thais Zorzin - fisioterapeuta da Clínica FisioZin. Colaboradora do blog VIDA QUE CORRE

Mais Lidos

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>