10 dicas para você pedalar pela Inglaterra e Escócia

Lu Martinez

 

londres_pedalar3Pedalar em outros países, à primeira vista, pode parecer complicado e trabalhoso. Acredite, é mais fácil do que pensamos! Basta ter coragem e determinação. Aqui vão minhas 10 sugestões,durante minha passagem, por um período de 30 dias,  pelas ruas e rodovias da Inglaterra e da Escócia, com minha bicicleta que também foi transportada por trens e metrôs.  Seguem as minhas 10 dicas com base na minha experiência por aqui:

1)Transporte aéreo – Algumas companhias aéreas internacionais, como a British Airlines – pela qual viajei –, não cobram mala extra de artigos esportivos. E, o mais importante, a mala com artigos esportivos é despachada em esteiras específicas. Conheça as regras da sua companhia aérea na hora de viajar com as bicicletas ou outros equipamentos esportivos. Na British Airlines, faz parte das regras o transporte de bicicleta em mala própria, desmontada  (celin, guidão e rodas, com os pedais virados para dentro), pneus vazios. O  guidão ficou amarrado, lateralmente, no quadro. Tudo pesando, no máximo, 23 quilos.

2)Bike case – É necessário você transportar sua bicicleta em um mala apropriada para ela, londres_pedalar9 (6)chamada, em inglês, de “bike case”. Na hora de comprar, opte por uma “bike case” com rodinhas. Motivo: durante a viagem, você terá outra mala para carregar. Então, a “bike case” com rodinhas é um facilitador para o transporte. Minha bike case é tipo sacola, somente com a alça. Além de grande, não tem rodinhas e nem proteção interna. Por isso, coloquei colchonetes de espuma internamente para a proteção das peças.

3)Leve os acessórios para o outro país – Coloque a bomba de encher os pneus, chave de fenda multiuso, câmara reserva, capacete, entre outros apetrechos na bike case. Assegure-se de saber utilizar. Caso precise, vai ter de trocar a câmara do pneu da bicicleta. Também é importante saber montar e desmontar: rodas, celin e guidão.

4) Bike hospedada no hotel – Os hotéis geralmente não permitem a entrada da bicicletas no quarto. Mas, vale antecipar o assunto na reserva. Foi o que fiz. Em Londres, minha bike ficou no meu quarto. Em Edimburgo, na Escócia, fiquei hospedada em um Bed & Breakfast (B&B). Também  foi fácil negociar a hospedagem da bike no local.

5)Leis de trânsito para ciclistas – Na Inglaterra e Escócia, as regras são as mesmas existentes para os automóveis. Siga as regras próprias de cada país que visitar! Ciclista não entra na contramão e também não avança no farol vermelho. A bicicleta é vista como um automóvel. A prioridade é respeitar o pedestre. Há parques e alguns lugares nos quais é proibido pedalar. Então, fique atento aos avisos e às placas.

londres_pedalar9 (14)6) Transporte em trens e metrôs – Os meios de transporte público na Inglaterra e Escócia, como trens e metrôs, permitem as viagens com bicicletas. Mas, há horários específicos. Em Londres, por exemplo, não é possível transportar bicicletas nos metrôs em horários de pico. Até as 9h30 da manhã, é proibido entrar com bicicletas no metrô. A partir desse horário, a viagem é permitida. A passagem é livre. Ou seja, você não precisa pagar bilhete extra.

londres_pedalar9 (17)

Para as viagens de trem na Inglaterra ou Escócia, ao comprar o bilhete do trem, deve ser comunicado a reserva de lugar para a bike. Não há pagamento extra por isso e as bicicletas ficam em um vagão especial até o seu destino, juntamente com sua mala de viagem. Assim, você pode curtir a paisagem no trem.

 

7) Reconhecimento e adaptação – Nos primeiros dias, circule com a bike  pelos arredores de onde você está hospedado. O uso de um aplicativo com mapa da área, GPS é essencial para você não se perder.  Eu usei o google map e waze, excelentes para navegação e localização.  Na Inglaterra, as vias são opostas, ou seja, os lados de dirigir estão ao contrário do que estamos acostumados no Brasil. Portanto, na hora de pedalar, todo cuidado! Permaneça sempre à esquerda. Você só vai para direita se for virar em alguma via à direita, sempre sinalizando com o braço. Mesmo que esteja com o GPS e aplicativo de trânsito e de navegação, ainda assim, é necessário traçar um roteiro para o percurso que pretende fazer com a bike: para onde quer ir e como vai chegar lá. Saiba a quilometragem de ida e de volta. E também calcule o horário de chegada e de retorno. É imprescindível manter o mapa da cidade com você.

8)Bicicletarias – A bike é um meio de transporte muito utilizado em alguns países da Europa. Você encontrará, facilmente, bicicletarias e lojas de bikes na Inglaterra e Escócia. Elas dispõem de bombas para você encher os pneus gratuitamente. O pino da câmara da minha bike quebrou ao encher o pneu. Levei a câmara para a bicicletaria. Foi feita a troca do pino e a calibragem dos dois pneus gratuitamente.

9) Trava anti-furto – Tenha, pelo menos, trava ou cabo com cadeado específico para bicicletas (um de boa qualidade custa em torno de 40 libras na Inglaterra). Quando estacionar a bicicleta na rua, passe o cabo entre a roda, o quadro e a grade ou poste. Por mais seguro que seja o local onde você estacionou a bicicleta, é prudente  passar o cabo nas duas rodas e quadro, junto à grade.  É muito comum o roubo somente da roda em função da facilidade de desmontá-la.

10) Itens de sobrevivência – sempre carregue uma mochila nas costas, com aqueles itens básicos para manter sua alimentação e proteção: água, barrinha de cereal, bolacha, banana, gel, dinheiro, cartão de credito, mapa da cidade,  celular e carregador de celular, touca, luva, protetor solar e labial. Como está em outro país, o passaporte é seu documento. Leve sempre a cópia do passaporte e deixe o original no cofre do quarto onde está hospedado.

 

Lu Martinez

Lu Martinez - Marketing VIDA QUE CORRE

Mais Lidos

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>